Redes de entrega de conteúdo: o que é uma CDN?

As CDNs (Redes de Entrega de Conteúdo) tornam as experiências on-line mais rápidas e mais confiáveis, entregando o conteúdo mais próximo aos usuários.

O que é uma CDN?

Uma CDN (Rede de Entrega de Conteúdo) é um grupo de servidores geograficamente distribuídos que aceleram a entrega do conteúdo da Web, aproximando-o de onde os usuários estão. Os data centers do mundo todo usam o armazenamento em cache, um processo que armazena cópias de arquivos temporariamente, para que você possa acessar o conteúdo da Internet a partir de um dispositivo ou navegador habilitado para a Web mais rapidamente por meio de um servidor próximo a você. As CDNs armazenam conteúdo em cache, como páginas da Web, imagens e vídeos em servidores proxy próximos à sua localização física. Isso permite que você faça atividades como assistir a um filme, fazer download de software, verificar seu saldo bancário, publicar nas redes sociais ou fazer compras sem ter que esperar pelo carregamento do conteúdo.

Você pode pensar em uma CDN como em um caixa eletrônico. Ter um caixa eletrônico em praticamente todos os cantos torna mais rápida e eficiente a obtenção de dinheiro. Não há tempo de espera em longas filas bancárias, e os caixas eletrônicos são colocados em muitas localizações convenientes para proporcionar acesso imediato.

Os serviços da CDN foram criados para resolver o problema de congestionamento de rede causado pela entrega de conteúdo da Web avançado, como gráficos e vídeos pela Internet, algo que é bem parecido com o congestionamento de veículos. A obtenção de conteúdo de servidores localizados centralmente para usuários individuais simplesmente demorava muito tempo. Agora, as CDNs cresceram para incluir tudo, desde texto, gráficos, scripts e arquivos de mídia até downloads de software, documentos, portais, comércio eletrônico, mídia de streaming ao vivo, mídia de streaming de vídeo sob demanda e websites de mídia social.

As CDNs também podem oferecer aos websites uma maior proteção contra agentes mal-intencionados e preocupações com segurança, como ataques de DDoS (negação distribuída de serviço).

 

Como seria um exemplo de uma CDN?

Uma grande parte de todo o conteúdo da Internet é entregue por meio de CDNs. Este é um exemplo simples:

Se você estivesse em Nova York e quisesse ver o website de sua loja favorita em Londres, que é hospedada em um servidor do Reino Unido, você experimentaria tempos lentos de carregamento de conteúdo se a solicitação tivesse que viajar por todo o Oceano Atlântico. Para evitar isso, a CDN armazenaria uma versão em cache do conteúdo do website de Londres em várias localizações geográficas por todo o mundo, que são conhecidas como PoPs ("pontos de presença"). Esses POPs contêm seus próprios servidores de armazenamento em cache e são responsáveis por entregar esse conteúdo próximo de onde você está localizado em Nova York.

O conteúdo entregue de um servidor mais próximo de sua localização física proporciona uma experiência da Web mais rápida e de alto desempenho.

 

Como funciona uma CDN?

A missão de uma CDN é reduzir a latência. A latência é aquele atraso irritante com que você se depara ao tentar acessar uma página da Web ou um streaming de vídeo antes de eles serem totalmente carregados em seu dispositivo. Embora ela seja medida em milésimos de segundos, pode parecer que ela demora uma eternidade e pode, até mesmo, resultar em um erro de carregamento ou atingir o tempo limite. Algumas redes de entrega de conteúdo aliviam a latência reduzindo a distância física que o conteúdo precisa percorrer para chegar até você. Portanto, as CDNs maiores e mais amplamente distribuídas conseguem entregar o conteúdo da Web de forma mais rápida e confiável, colocando o conteúdo o mais próximo possível do usuário final.

Digamos que seja o fim de semana e você queira relaxar e assistir por streaming ao filme de Hollywood lançado mais recentemente: a CDN encontra um servidor ideal na rede para transmitir esse vídeo. Normalmente, esse será o servidor mais próximo de sua localização física. Os arquivos de mídia serão armazenados em cache e permanecerão nesse servidor de rede de entrega de conteúdo para outras solicitações de usuário da mesma área geográfica. Se o conteúdo solicitado não estiver disponível ou estiver desatualizado, o serviço da CDN armazenará o conteúdo recém-obtido para atender a todas as solicitações futuras.

Embora a entrega do conteúdo de websites seja um uso comum das CDNs, essa não é sua única função. Na verdade, as CDNs entregam uma ampla variedade de conteúdo, que inclui: vídeos com qualidade 4K e HD, streamings de áudio, downloads de software como aplicações, jogos e atualizações de SO, e muito mais. Possivelmente, todos os dados que podem ser digitalizados podem ser entregues por meio de uma rede de entrega de conteúdo.

O que é um host de CDN?

Embora as CDNs não sejam hosts da Web e não façam entrega direta aos consumidores, os servidores de rede de entrega de conteúdo são geograficamente distribuídos para armazenar o conteúdo em cache mais próximo dos usuários e de seus ISPs, independentemente de onde eles estejam no mundo. Esse armazenamento temporário de conteúdo na edge da rede permite reduzir a latência e entregar o mesmo conteúdo a vários usuários para proporcionar um acesso mais eficiente.

Para as operadoras de rede, também conhecidas como provedores de serviços sem fio ou operadoras de rede móvel, que têm dificuldades para acompanhar a demanda interminável por vídeos on-line, uma plataforma de hospedagem de CDN pode ser uma solução altamente eficaz e econômica para manter a competitividade. Uma rede de entrega de conteúdo pode permitir que as operadoras ofereçam uma experiência on-line rápida, segura e confiável com a qualidade consistente que as pessoas esperam de todos os dispositivo habilitados para Web.

Por que a CDN é necessária?

Há mais de 20 anos, as CDNs são o pilar invisível da Internet, entregando conteúdo on-line para empresas de compras, serviços bancários, saúde e outras com velocidade e em escala.

Sem as CDNs, com a capacidade de replicar e armazenar informações de servidores de origem e, em seguida, trazer o conteúdo digital para perto de onde os usuários acessam a Web, a Internet poderia ser reduzida a passos de tartaruga.

Talvez você não perceba, mas, se já fez alguma atividade on-line, uma CDN provavelmente ajudou você a ter uma experiência rápida, confiável e consistente. Este é um exemplo simples de como as redes de entrega de conteúdo gerenciam o tráfego nos bastidores para que isso aconteça:

Uma CDN balanceia o tráfego geral para oferecer a todos que acessam conteúdo da Internet a melhor experiência possível na Web. Pense nisso como fazer o roteamento de tráfego no mundo real. Pode haver uma rota que, normalmente, é a mais rápida do ponto A ao ponto B se nenhum outro carro estiver nela. Mas, se ela começar a ficar congestionada, será melhor que todos os carros que trafegam se espalhem por algumas rotas diferentes. Como resultado, você pode precisar pegar uma estrada que é alguns minutos mais longa (ou microssegundos, quando convertemos isso em velocidades de Internet), mas você não ficará preso no engarrafamento que está se formando na rota que geralmente é a mais rápida. Isso também pode significar que você precise pegar essa rota regular mais rápida, mas sem ficar preso no trânsito, já que os outros carros estão sendo orientados a pegar os trajetos mais longos. Por isso, não é uma questão de retardar, mas sim de balancear a carga e utilizar totalmente todos os recursos disponíveis.

O fato é que, sem as CDNs, todos ficaríamos presos no congestionamento com muito mais frequência ao navegar na Web. 

Quem usa CDNs?

Quase todos que acessam a Web usam uma CDN. Elas foram criadas para oferecer uma experiência mais rápida e mais confiável para as pessoas que acessam a Internet. São usadas pelos proprietários de conteúdo e de aplicações e por provedores de serviços de rede que oferecem esses benefícios aos clientes.

CDNs para usuários finais

Os websites e as aplicações da Web entregues por meio de uma CDN se deparam com carregamentos mais rápidos de páginas, transações mais rápidas e uma experiência on-line mais consistente. No entanto, as pessoas podem não ter ideia de que estão se conectando por meio de uma rede de entrega de conteúdo enquanto desfrutam dos benefícios dela, pois a tecnologia funciona nos bastidores. Elas simplesmente recebem o que solicitaram de seu ISP ou provedor de serviços móveis.

CDNs para proprietários de conteúdo

Os proprietários de conteúdo e aplicações, como websites de comércio eletrônico, propriedades de mídia e empresas de computação em nuvem, usam CDNs para aprimorar a experiência do cliente, reduzir as taxas de abandono, aumentar as impressões de anúncios, melhorar as taxas de conversão e fortalecer a fidelidade dos clientes. O uso de uma rede de entrega de conteúdo também pode melhorar a segurança na Web, por exemplo, ajudando a absorver e mitigar um ataque de DDoS (negação distribuída de serviço).

CDNs para provedores de serviços de rede

Com o incrível crescimento do streaming on-line e de outros serviços de rich media e as maiores expectativas do usuário quanto ao desempenho da web em vários tipos de dispositivos, muitos provedores de serviços de rede atuais estão considerando necessário implantar suas próprias redes de distribuição de conteúdo. Para as operadoras de rede, a implantação de uma rede de entrega de conteúdo pode reduzir a rotatividade de assinantes, facilitar o desenvolvimento de serviços de valor agregado, reduzir o tráfego na rede principal e permitir que as operadoras vendam serviços de CDN a empresas e proprietários de conteúdo de terceiros.

Um dos maiores benefícios de uma CDN é descarregamento. Ao responder a uma solicitação de conteúdo da Web com uma versão em cache em maior proximidade física e de rede do usuário final (e não do servidor onde o conteúdo se origina), uma CDN descarrega o tráfego dos servidores de conteúdo e aprimora a experiência na Web. Isso significa que o conteúdo pode permanecer dentro da rede da operadora de rede e reduzir a necessidade de fazer peering com outras redes ou navegar na Internet para apresentar informações.

Quais são os benefícios de uma CDN?

As CDNs transportam um grande volume do tráfego da Internet mundial. Elas ajudam a vencer os desafios mais difíceis de entregar conteúdo pela Internet. Empresas que variam de provedores de conteúdo de pequeno e médio porte às grandes corporações do mundo usam redes de entrega de conteúdo para proporcionar uma experiência na Web perfeita a seus clientes.

Como a Internet não foi originalmente projetada para lidar com as demandas de grandes quantidades de dados, vídeos ao vivo de alta definição, promoções-relâmpago e grandes downloads, as CDNs foram criadas para fazer com que a Internet funcione melhor. Elas ajudam a entregar mídia com segurança em escala e proporcionam todas as experiências conectadas que, hoje, fazem parte da vida diária da maioria de nós. 


Ao oferecer soluções de desempenho, disponibilidade, segurança e inteligência, as CDNs ajudam as maiores empresas e organizações do mundo a fazer negócios on-line com sucesso


Desempenho

Desempenho é a diferença entre um clique que oferece acesso imediato a um novo conteúdo e um clique seguido por uma espera de sete segundos durante o carregamento de uma página ou um vídeo. Buffering é esse tempo de espera, simbolizado por um familiar ícone circular giratório na tela, que é exibido quando a conexão à Internet oferecida por um ISP não consegue fornecer dados com rapidez suficiente.

Como isso funciona? Quando o conteúdo solicitado é armazenado em cache (pré-salvo) pelos servidores de uma CDN, o ISP ou o provedor de rede móvel de um usuário final obtém esse conteúdo conectando-se ao servidor na rede da CDN, em vez de esperar que sua solicitação seja enviada diretamente para a origem. O servidor de origem, onde reside o conteúdo que você está tentando acessar, pode estar distante de sua localização física. Nesse caso, uma CDN aproximará esse conteúdo de você, melhorando a velocidade e o desempenho. Por exemplo, digamos que a FHX (Fashion House X), de Milão, na Itália, lance uma nova linha para pedidos on-line. Os amantes da moda em Nova York, Paris, Rio de Janeiro e Tóquio ficam on-line para fazer seus pedidos. Se a FHX não estiver usando um sistema de gerenciamento de conteúdo na nuvem, a solicitação de cada usuário final deverá ir até Milão e voltar. No entanto, se a FHX usar uma CDN e tiver pré-carregado seu conteúdo nela, os usuários poderão acessar o novo conteúdo de servidores diretamente de suas cidades, poupando aos dados centenas ou milhares de quilômetros em tempo de rota. 

Se o conteúdo ainda não estiver pré-salvo, a CDN usará seu conhecimento programado sobre as conexões necessárias para superar quaisquer desafios. As CDNs avançadas usam tecnologias adicionais que resolvem quaisquer problemas na entrega de um conteúdo dinâmico, ou não armazenável em cache, e para determinar o tipo adequado de conteúdo a ser entregue a diferentes dispositivos. 

Tudo isso significa que, ao usar uma CDN, os provedores de conteúdo podem oferecer experiências na Web rápidas e de qualidade para todos os usuários finais, independentemente da localização, do navegador, do dispositivo ou da rede de onde eles estejam conectados. As páginas da Web são renderizadas mais rapidamente, o tempo de buffer do vídeo é reduzido e os usuários ficam mais engajados.

Disponibilidade

Disponibilidade significa que o conteúdo permanece acessível aos usuários finais mesmo durante períodos de tráfego excessivo de usuários, quando muitas pessoas estão acessando o conteúdo ao mesmo tempo, ou se houver interrupções do servidor em algumas partes da Internet. 

Quando as cargas de tráfego atingem o pico de milhões de solicitações por segundo, até mesmo os servidores mais poderosos são colocados à prova. Sem uma rede de entrega de conteúdo, todo esse tráfego deve ser absorvido pela infraestrutura de um provedor de conteúdo. Isso pode causar falhas e experiências ruins ao usuário final. A infraestrutura de servidor amplamente distribuída oferecida pelas CDNs foi projetada para aliviar esses problemas. As CDNs avançadas, com sua arquitetura altamente distribuída e suas enormes plataformas de servidor, podem absorver dezenas de Tbps de tráfego e possibilitar que os provedores de conteúdo permaneçam disponíveis para grandes bases de usuários.

Por exemplo, vamos voltar à FHX, de Milão. A marca é adorada por milhões de amantes da moda e sua nova linha gera muita empolgação. No momento do lançamento, os amantes da moda em todo o mundo ficam on-line no website da FHX ao mesmo tempo. Se a FHX não estiver usando uma CDN, todos esses usuários acessarão o servidor de origem ao mesmo tempo, causando a pane. No entanto, se a FHX estiver usando uma CDN, todo o tráfego será atendido por centenas de milhares de servidores CDN, resguardando o servidor de origem da FHX contra falhas e proporcionando uma experiência de qualidade aos amantes da moda em todo o mundo. 

Segurança

À medida que o volume de dados e transações de alto valor na Internet continua crescendo, o mesmo acontece com os exércitos de invasores que desejam explorá-los. Os ataques feitos por agentes mal-intencionados podem custar muito dinheiro às organizações. Além dos crimes cometidos por programadores por esses agentes, os ataques de DDoS e baseados na Web foram identificados como os mais dispendiosos. 

Ataques de negação de serviço e explorações baseadas na Web (Injeção de SQL, cross-site scripting e ataques de inclusão de arquivos locais ou remotos) estão se tornando mais comuns. Cada vez mais, esses ataques vêm sendo lançados em conjunto, usando um DDoS para distrair a atenção enquanto danos mais sérios são causados por outras explorações. Nesses dois tipos de ataque, muitas vezes é difícil distinguir o tráfego ruim do tráfego legítimo, e as estratégias continuam evoluindo rapidamente com o tempo, o que exige recursos de segurança significativos e exclusivos para manter as estratégias de mitigação atualizadas. 

Em vista da crescente volatilidade do ambiente de ameaças na Internet, ajudar a proteger os websites é um requisito fundamental para uma CDN. As redes de entrega de conteúdo mais avançadas de hoje tornaram a segurança da informação uma competência essencial, oferecendo soluções exclusivas em nuvem. As CDNs devem proteger os provedores de conteúdo e os usuários, protegendo contra uma grande variedade de ataques, evitando que entidades mal-intencionadas comprometam a entrega e a disponibilidade.

Inteligência

Como operadores de quase metade do tráfego mundial da Internet, os provedores de CDN geram grandes quantidades de dados sobre conectividade do usuário final, tipos de dispositivos e experiências de navegação no mundo todo. Eles podem usar esses dados para ajudar seus clientes, apresentando insights úteis e essenciais, bem como informações sobre a base de usuários. Esses serviços podem incluir monitoramento do usuário real e análise de mídia para medir o engajamento do usuário final com o conteúdo da Web e a inteligência da segurança na nuvem para rastrear as ameaças on-line.

Diferença entre a nuvem e a CDN

A experiência digital moderna expandiu a forma como as empresas implantam seu conteúdo. As CDNs e a computação em nuvem foram desenvolvidas para vencer os desafios criados pela demanda por conteúdo da Web e por aplicações, em termos de desempenho e escalabilidade. Mas como elas se diferenciam?

Nuvem

Os ambientes de computação em nuvem armazenam informações em servidores da Internet, e não no disco rígido de seu computador. Para os usuários finais, esse pode ser um meio conveniente e confiável para atividades como e-mail na Web, armazenamento de arquivos, compartilhamento de arquivos e backup de dados. Também é assim que as pessoas acessam aplicações da Web imediatamente, como plataformas de mídia social. Os ambientes de nuvem consistem em centenas de POPs com servidores centralizados em localizações regionais.

Para as empresas, a nuvem oferece menos custos iniciais e a capacidade de dimensionar a infraestrutura de aplicações conforme necessário, expandir para novas regiões geográficas sem ter que investir em uma infraestrutura nova e cara, e aproveitar os serviços de nuvem relacionados para criar experiências digitais ou aplicações empresariais de última geração. 

Embora a nuvem possa oferecer muitos benefícios, muitas vezes, as organizações enfrentam custos inesperados ao criar ou migrar as aplicações para a nuvem. A natureza dinâmica dos projetos de migração à nuvem pode dificultar a manutenção do desempenho e da disponibilidade das experiências digitais. 

CDN

Uma CDN é uma rede de servidores que distribui conteúdo de um servidor de "origem" no mundo todo, armazenando o conteúdo em cache próximo ao local em que cada usuário final está acessando a Internet por meio de um dispositivo habilitado para Web. Primeiramente, o conteúdo solicitado é armazenado no servidor de origem e, em seguida, replicado e armazenado em outro lugar, conforme necessário. Ao armazenar o conteúdo em cache fisicamente perto de onde o usuário está e ao reduzir a distância que ele precisa percorrer, a latência é reduzida. Esse processo também diminui a tensão sobre os servidores de origem, distribuindo a carga geograficamente entre vários servidores.

Algumas pessoas se referem às redes de entrega de conteúdo como "a edge". A edge é onde o mundo físico e o digital se encontram e interagem no perímetro da rede. Com milhares de POPs amplamente distribuídos em todo o mundo e com capacidade e escala incomparáveis, as CDNs oferecem maior proximidade aos usuários finais. 

Isso significa que, onde quer que você esteja no mundo (seja usando seu dispositivo móvel, tablet, computador ou outro dispositivo habilitado para Internet), o conteúdo que você deseja acessar será carregado mais rapidamente. Você pode estar assistindo a um vídeo no sofá de sua casa ou fazendo check-in para seu voo em outro continente e obter a mesma experiência digital perfeita devido a uma rede de entrega de conteúdo.

Soluções de CDN da Akamai, a última geração de entrega na edge

Os serviços de CDN da Akamai nasceram de um desafio apresentado pelo fundador da Internet, Tim Berners-Lee, para resolver o que ficou conhecido como a "world wide wait" (rede de espera mundial, em uma tradução literal, termo pejorativo criado por usuários que sofrem com conexões de baixa velocidade à Internet). Há mais de 20 anos, fomos pioneiros em computação de edge, desenvolvendo técnicas novas e sofisticadas para rotear o tráfego da Web, obtendo conteúdo de servidores localizados centralmente com mais rapidez para os primeiros usuários da Internet. Hoje, as maiores marcas do mundo confiam nas soluções e na especialização da Akamai para proteger e entregar suas experiências digitais.

Independentemente do tipo de conteúdo (websites, aplicações, APIs, vídeos ou programas de software), nosso abrangente conjunto de soluções de entrega de conteúdo foi criado para proporcionar experiências digitais incríveis para todos os usuários, independentemente da localização, do dispositivo ou da rede. 

A Akamai tem uma capacidade de rede global inigualável de mais de 300 Tbps e é incomparável em escala, com mais de 4.200 localizações e mais de 1.400 redes que abrangem 135 países. Com a maior plataforma de entrega na edge, nós vemos mais do que está acontecendo na Internet. Isso significa que podemos evitar gargalos com destreza e oferecer proteção na edge. 

Aceleração automatizada para entregar as melhores experiências possíveis em websites e aplicações móveis

Os usuários atuais exigem experiências visualmente envolventes e personalizadas que sejam rápidas em todos os dispositivos, o tempo todo. Para atender às expectativas dos clientes, as empresas digitais elaboram aplicações cada vez mais complexas que são carregadas de imagens de alta resolução, vídeos, personalizações e outros conteúdos de terceiros. O resultado pode ser muito dispendioso para otimizar, operar e manter. Os controles e a automação inteligentes de desempenho do Akamai ION analisam, otimizam e aceleram continuamente as experiências da Web e de aplicações móveis.

Experiências de reprodução de vídeo de alta qualidade em qualquer tela

O público on-line pode não saber ou se importar com os desafios que você enfrenta quando se trata de entregar vídeo on-line. Ele espera uma reprodução de vídeo incrível em todos os momentos, apesar dos muitos desafios de entrega de conteúdo on-line que estão no seu caminho. O Adaptive Media Delivery é otimizado para oferecer experiências de reprodução de vídeo consistentes e de alta qualidade em qualquer tela para o crescente público online.

Entrega perfeita de downloads

Os usuários finais esperam ter experiências de download sem complicações, que combinam downloads rápidos e atualizações quase instantâneas. Uma estratégia eficaz e confiável de download e distribuição de conteúdo é um fator-chave para maximizar as taxas de conclusão de download, a satisfação do cliente e a receita, independentemente de os usuários estarem baixando um software, jogo, patch de segurança ou uma aplicação no ambiente do dispositivo. O Download Delivery é uma solução confiável e de alto desempenho, otimizada para entregar conteúdos grandes e baseados em arquivos pela Internet. 

API Acceleration

As APIs exercem um papel fundamental no atual ambiente digital acelerado, em que as velocidades de conexão são medidas em milissegundos. Atender às expectativas dos usuários está se tornando algo cada vez mais difícil, pois o número de solicitações de APIs está aumentando constantemente e com picos frequentes e repentinos na demanda. Quando APIs voltadas para o público não são entregues rapidamente, isso pode gerar experiências nada satisfatórias para os usuários, além de perda de receita e tempo de inatividade. Trabalhar com um parceiro que possa acabar com as preocupações em relação à confiabilidade, ao dimensionamento e ao desempenho é uma necessidade.

O API Acceleration é otimizado para a entrega de APIs e outros tipos de tráfego reduzido de carga útil para possibilitar experiências de usuário rápidas e envolventes em aplicações e websites. A solução transfere as solicitações das infraestruturas de origem e proporciona alto desempenho previsível para grandes volumes de XML, JSON e outros tipos de tráfegos transacionais e programáticos reduzidos e essenciais para o sucesso das aplicações.